sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Eu não sou intelectual, passo longe de ser - apesar da Janaína ficar me atormentando porque eu não assisto tv aberta (pelo simples motivo de não pegar no meu quarto) e ler Piauí. Eu não ouço jazz, não gosto. Não sei nenhuma frase de teóricos famosos decor. E nem nada que intelectuais fazem. Pelo contrário, eu sou nada mais que uma leiga que de vez em quando resolve estudar pra algum concurso impossível - porque eu só gosto de concursos impossíveis! - e aprendo alguma coisa. Eu não gosto dos intelectuais que afirmam, a cada cinco segundos, que são intelectuais. Ou os que usam vasodilatadores para serem intelectuais - vasodilatadores só servem para dar risada, ok?! -. Não gosto do Caetano declaradamente. Quase me suicidei quando ele cantou Come as you are. Mas me encantam alguns pontos de vista de intelectuais bacanas, sabe?! Eu não diria que é uma visão inusitada, surpreendente, genial. Eu diria que é uma visão inteligente e sábia de algumas pessoas que leêm demais e mesmo assim continuam bacanas, como o Juca Oliveira para a Playbou desse mês:

"...Édipo descobre pelo Oráculo que há uma peste em Tebas, pois um crime foi cometido: alguém matou o pai e se casou com a mãe. Ele começa a investigar e acaba chegando a ele próprio. Mas, como é um herói trágico , vai ao fundo de sua pesquisa a despeito de estar se aproximando de si mesmo. É fundamental para a manutenção de seu equilíbrio a perquirição do culpado até o final. Quando descobre que o culpado é ele próprio, fura os olhos e morre.Herói trágico. Aqui, nós tivemos o mensalão. Eram 'parentes', amigos, corriligionários do presidente. Qual deveria ser a função do nosso Édipo, do nosso chefe de governo? A perquirição dos crimes até a última consequência, ainda que esbarrasse nele. E ele seria um herói trágico. Mas ele escolhe o caminho da comédia..."

God, God...

3 comentários:

Hirche disse...

Você sabe que que foi exatamente esta frase da entrevista que mais me chamou a atenção! Inteligente sem firulas, falou de um jeito simples, didático.

Michelle Dangeli disse...

Tá, ele escolhe o caminho da comédia, mas esquece que é um palhaço muito do sem graça...

Neto ( O Marido) disse...

Mas esta fazendo o melhor governo de todos....com todo respeito a sua opiniao.....