sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Em um fim-de-ano onde o Papai Noel já deixaria de passar por motivos monetários, o impossível acontece: acabo de pagar uma conta de energia de R$ 2.498,14. Sim, quando você acha que nada pode piorar, acontece algo que piora! Não, a Celpa não divide a conta porque ela não é no meu nome. Sim, eu passei a conta para o meu nome. Não, eles não parcelaram mesmo assim. Só parcelam depois de 90 dias.

A HISTÓRIA: Pará é quente, todo mundo sabe.Em casa, todos os 3 quartos tem ar-condicionado, nós temos 3 tvs, uma geladeira, 8 lâmpadas, todas com sensor de presença. Não passamos roupa em casa. Temos apenas 1 chuveiro elétrico, usado esporadicamente. Moramos nessa casa há 1 ano. Nos 4 ou 5 primeiros meses a média da conta de energia era de 75 reais. A Celpa veio em casa e constatou uma irregularidade: os pólos estavam trocados (leia-se gato). OK! A casa é alugada, a culpa não é nossa. Levamos uma multa de 1.500 reais. Não pagamos, recorremos e tudo bem. A próxima conta veio 300 reais. Ok! 3 Ar-condicionados (é esse mesmo o plural?)...No outro mês veio 500, no outro 750...aí pedimos uma vistoria. O vistoriador disse que estava com erro na leitura. Ok. Ontem, eles chegam aqui e cortam a energia! Vou lá saber, eles disseram que na vistoria estava tudo Ok. E que eu preciso pagar a conta!

EU FUI ROUBADA PELA CELPA!

Porque as coisas funcionam assim: se você sai de casa, você é roubado por ladrões e sua casa idem, se você atrasa conta - porque seu salário atrasou -, você é roubado nos juros, se você recebe e paga as contas em dia, o governo te rouba nos impostos, e a Celpa rouba na energia!
É impossível essa cultura brasileira de cada um querer a sua fatia roubando!
Ontem eu estava trabalhando honestamente, fazendo o orçamento de uma revista, quando o dono de uma gráfica apareceu na minha sala para outros fins, viu eu fazendo o orçamento e disse: "faz o serviço lá com a gente. A gente da um jeito de colocar um tanto a mais pra você por fora!". Eu não quero receber pelo serviço dos outros. Eu só quero receber pelo meu. Mas tá dificil...3 meses de salário atrasado - isso porque é licença maternidade e consta lá nas leis dos Direitos Humanos. Fui ver para receber em juizo e a audiência só aconteceria em agosto de 2009. Minha energia cortada, meu carro com motor fundido e eu recebendo propostas de receber por fora...eu até resisto, mas quem mais resistiria? Nos somos induzidos aos maus comportamentos pela própria sociedade! Sorte que o Neto é tão honesto, mas tão honesto, que quando eu recebo essas propostas eu penso no seu semblante de reprovação.

Tá, eu tô sem dinheiro. Mas problema mesmo tem aquele rapaz de Santa Catarina que chegou em casa e encontrou um nada, com sua esposa abraçada nas suas duas filhas, todas mortas, em baixo daquilo que era o seu lar!

5 comentários:

Lola disse...

amiga, duas palavras: tá foda.

e não é pra pouca gente. o que será de nós?

Paulo disse...

É por essas e outras que eu perdi a fé na humanidade faz tempo...


Beijo!

Neto Duro mais Feliz disse...

Mas vale uma noite bem dormida que fazer esse tipo de coisa.
Gracas a Deus temos saude e capacidade para reverter essa fase....E eu, mais que qquer outro do planeta, tenho vc do meu lado. E pra mim somente isto ja basta.

Hirche disse...

E vc insiste em morar no Pará... tsc tsc tsc

el escama disse...

Seus malditos honestos!